Quão Intoxicado?

 

A empresa de captação e gestão dos interesses e património de dependentes psíquicos fundada pelo falsário e escritor de ficção científica mitómano L. Ron Hubbard fez-nos chegar às mãos um papelinho com um questionário elementar, destinado à auto-avaliação de fracturas existenciais.

Faça este teste e descubra – anunciam. As respostas serão em Sim/Não, para contagem e diagnóstico.
1. Ocasionalmente sente-se fatigado sem razão aparente? 2. Sente-se por vezes “preso” e sem vida?… etc.

Charles Baudelaire sentiu-se fatigado sem razão aparente, e escreveu As Flores do Mal. Franz Kafka sentiu-se “preso” e sem vida, e escreveu A Metamorfose. Cesário Verde, fatigado e preso, escreveu “O Sentimento Dum Ocidental”. A Cientologia tem para nos dar, em alternativa, um actor medíocre apologista de uma alegria à prova de bala.

 

cruisecruise.jpg

 

“Quão Intoxicado está?” – perguntam. Pela nossa pontuação, estamos em estado de “poluição física”, cheios de toxinas que não nos deixam Pensar de Forma Clara. Precisamos de Purificação (ou de Purification Rundown, o nome de um processo com marca registada, tal como Pensar de Forma Clara/Think Clearly, ou Cientologia).

Purificação, com letras maiúsculas, ficamos a saber, é uma marca registada de Religious Technology Center.

A nós, ver Tom Cruise a “pensar de forma clara” só nos dá mais certeza de que a obscuridade é o caminho.

O questionário lembra-nos antes um importante texto de auto-ajuda da literatura portuguesa: o poema “Inquérito”, de Alberto Pimenta, incluído na antologia Metamorfoses do Vídeo, que nos foi calorosamente oferecida a meio de uma conversa entre autor e muito jovem leitor, na Feira do Livro de Lisboa de 1986, e a cujo abraço autógrafo voltamos a responder com esta homenagem. Segue excerto (o poema tem perguntas até ao número 13):

 

INQUÉRITO

1. que motivos supõe v.exa. levaram os progenitores de v.exa a gerar v.exa., isto é, os levaram ao coito em consequência do qual v.exa. foi gerado?

  • a vontade de gerar v.exa.?
  • o prazer sexual?
  • cumprimento das obrigações conjugais?
  • embriaguês de um, ou de ambos os progenitores de v.exa.?
  • outras? ……………………………………………………………………………………………….

2. crê v.exa. que os progenitores de v.exa. tinham o declarado desejo de que v.exa. nascesse?

  • sim
  • não

em que fundamenta v.exa. a sua opinião? ………………………………………………………………

no caso afirmativo, supõe v.exa. corresponder à ideia que os progenitores de v.exa. faziam do descendente que esperavam?

  • no sexo?
  • aspecto físico?
  • inteligência?

3. por sua vez, correspondem os progenitores de v.exa. àquilo que v.exa. acha desejável?

  • nos títulos?
  • rendimentos?
  • carácter?

4. quais as primeiras dificuldades da vida de que v.exa. se lembra?

  • obedecer, quando se tratava de defecar?
  • obedecer, quando se tratava de não defecar?
  • obedecer, quando se tratava de comer?
  • obedecer, quando se tratava de falar?
  • obedecer, quando se tratava de não comer?
  • obedecer, quando se tratava de não falar?
  • outras? ……………………………………………………………………………………………….

[…]

 

[No texto do poema, os separadores deveriam, idealmente, ser quadrados de preenchimento.]

Para saber-se mais sobre a Cientologia, o documentário da série Panorama da BBC está “temporariamente indisponível” em Google Video. Pode ver-se em Guba.com, ou Putfile.com.

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s