Tenho inveja

 

«Tenho inveja dos que não valem nada, ou não valem grande coisa.»

Maurice Pialat

 

Le peu de temps qui me reste à faire des trucs – si j’en fais encore -, j’aimerais cesser d’être velléitaire et essayer de faire passer des choses à la hauteur des capacités que je crois avoir et qu’on ne sente pas l’effort derrière. C’est un gros boulot. Ça m’est arrivé par éclats. Dans la première heure de Police par exemple, où il y a un nombre incroyable de mouvements de caméra qu’on ne voit pas. Dans la plupart des films, les mouvements de caméra, on ne voit que ça. Et on continue à trouver que les gens qui font des mouvements de caméra voyants sont des virtuoses alors que c’est la chose la plus facile au monde.

Généralement, les gens sont jaloux de ceux qui ont plus qu’eux : plus de talent, plus d’argent, la belle bagnole. Moi, je suis jaloux de ceux qui ne valent rien ou pas grand-chose.

 

————————–

No Youtube, três cenas cheias de ilusão cinematográfica de contracena e verdadeira contracena, em tempo dramático real, do filme Police:

A / B / C

Pialat na rua: acção “wheatpaste”, pasta de farinha, colagem clandestina de um cartaz de Pialat com mensagem.

Texto em francês: Pialat em entrevista a Les Inrockuptibles, no único portal dedicado, infelizmente inerte.

 

Anúncios

7 thoughts on “Tenho inveja

  1. o primeiro filme que vi de Pialat “A Nous Amours”, bateu-me como uma pedra que caíu do telhado. pancada seca, como as suas palavras e os seus filmes. Pialat é brutal. brutal inteligência. brutal sentido da cena. que inveja!

  2. eu, como bem sabes, não vi ainda nenhum filme de Pialat, mas destes excertos se entende…
    bom, é tão-bom, quando não sabes onde começa o engodo, em que sítio és apanhado, fisgado, e a simplicidade, quanta dela!, ai!

  3. P. S. será o próximo à minha escassa videoteca

    P.S.b) continuarei a fazer companhia

    P. S.c) mas quem me dera ter um dom qualquer, não sei se do humor, não sei se da palavra, se do silêncio, pois sei que não vai lá com alka seltzer, pois não?

    P. S.d) abraço

  4. Gostaria de o convidar a passar pelo site “Junqueira Antiga”, um espaço dedicado à divulgação de textos noticiosos que ajudam a traçar o retrato mediático de uma pequena freguesia de Vila do Conde, com auxílio de jornais já extintos. Fica em http://junqueiraantiga.wordpress.com/. Obrigado.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s