Opiário

[revisto]

Quem pesquisar games waste of time vai encontrar enormes quantidades de sugestões de um género particular de jogos electrónicos, ultra-leves, que se gabam de fazer desperdiçar o tempo eficazmente.

 

 

As velhas fotografias dos pavilhões de ópio do século XIX, cheias de homens (e mulheres, nas salas e caves clandestinas de Nova Iorque e São Francisco, ou Sidney) de olhos vidrados, em posição fetal, não tombaram no passado. Estão aqui, com a sua aura e vórtice de fibra óptica.

A caminho de ver um amigo há muito distante, com quem tínhamos partilhado um concerto do guitarrista norueguês Terje Rypdal, fomos procurar um disco do músico na FNAC, de passagem.

Ali, o cinema e a música estão a sofrer uma razia de quantidade, e o desastre, na escolha e ordem. A mostra passou de fraca a aleatória. Os discos de cinema e os de música e vídeo musical migraram e juntaram-se, e a maior clareira é agora dedicada aos jogos de computador e às suas máquinas caras.

A loja que engoliu as outras lojas está confusa. Assente a moda de que os suportes materiais de música e vídeo podem ser substituídos pelo fumo do tráfego digital (e fugidos muitos dos que não pensam assim para a encomenda directa, ou para uma ou outra pequena loja temática) o grande retalhista parece acreditar que pode vender mais jogos em suporte físico. Será por pouco tempo.

Evaporados os narcóticos jogos para o trânsito virtual, vai sobrar muito espaço na loja. Ficarão só as máquinas. Depois trazem-se uns tapetes, e umas enxergas e colchas, para conforto dos experimentadores dos terminais e suas miragens de fogo, vertigem e repetição. Depois umas cortinas, contra a crua luz do dia…

————-

 

(Este texto acabou por ser escrito num dia obscuro em que nos perdemos no labirinto da loja em questão e acabámos por imaginar que a secção de cinema era ainda mais pequena do que de facto é. Mas, também de facto, está mais pequena do que já foi. Nos dias obscuros cai-se para fora da rotina, e pode ver-se a sombra que o presente larga para diante. Enfim. Comprámos um disco: de Rabih Abou-Khalil: “em português“, do músico libanês com o fadista Ricardo Ribeiro, & Luciano Biondini, Michel Godard e Jarrod Cagwin; Enja Records, 2008).

 

Advertisements

2 thoughts on “Opiário

  1. “Para que fui visitar a India que há, senão há India senão a alma em mim?”… o opiário de Álvaro de Campos partilha do mesmo pavilhão de Hamlet. Partilham cachimbo e visões. A FNAC e outros vendedores de matéria visionária (vulgo livros, discos, filmes e outros suportes similares) partilham da ideia de que a “India” mudou. No fundo, mudámos todos. Mas que dizer dos que no fundo ainda acreditam nas imagens ancestrais, do tráfico e da descoberta?
    “Pertenço a um género de portugueses que depois da India descoberta ficaram sem trabalho”. Álvaro de Campos.

  2. Salve! Num registo mais chão: A descrição é apenas ligeiramente empolada. Na loja em questão, as secções de música de Jazz e “Contemporânea” desapareceram nalguma quota minimamente séria. A mostra de música “clássica” já teve outro volume. O comerciante não tem obrigações para com opções de oferta que não sejam estritamente comerciais. As lojas espelham o público, nesse sentido. Aquele é o espelho. Numa nota mais positiva, para todos os amigos: no expositor de destaques, boa colecção de Jean-Luc Godard a preços óptimos, inclusive uma série de edições especiais a 8,95 eur (títulos como “Pedro, o Louco”, “Valha-me Deus”, “Nome Carmen”, etc). E, de importação, “Eu Vos Saúdo, Maria” (14,95). Vide lista completa em http://www.fnac.pt/pt/Search/Search.aspx?categoryN=Filmes&cIndex=2&catalog=dvdVhs&str=jean-luc+godard&InStock=False&RunOnce=False

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s