Uma desculpa melhor do que outra qualquer

 

no secrecy in art

Temos estado ocupados. A nossa desculpa para a ausência fomos buscá-la a William Blake, pela mão do desenhador Robert Crumb, na sua Art & Beauty Magazine (Taschen). Reflexão desenhada e comentada sobre o modelo artístico feminino. Temos para nós que o teatro nunca deve esquecer que é uma arte popular. Blake, exemplo daquele que não pára na escada da visão e do sublime, pensava o mesmo da poesia: «Todo o empenho do homem está nas artes, e em tudo o que é comum». As Artes. Espanta-nos sempre o sentido manual e oficinal que o místico dá ao termo Artes. Como se a sua voz laboral fosse sempre a do desenhador.

robertcrumb-femaleform

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s